Importância da Castração

Antigamente, a castração era um "plus" na vida dos animais. As pessoas castravam depois que se cansavam de ter ninhadas em casa. Essa cirurgia era muito cara e com pouquíssimos veterinários que faziam. 

Hoje, a castração é uma obrigação, questão de saúde pública. Existem mais veterinários que fazem a cirurgia sim, mas a maioria com preços exorbitantes. Tornando assim uma dificuldade de acesso à grande população. 

A castração antes de tudo é uma garantia de que o animal não irá mais reproduzir e gerar mais filhotes. Só no Brasil são cerca de 100 milhões de animais abandonados. Não há lares para tantos que nascem.

Além disso, a castração traz uma série de benefícios para os animais. Nas fêmeas, reduz em 90% a incidência de câncer de mama, de ovários e útero. Além de Tumor Venéreo Transmissível (TVT), Piometra (infecção no útero), etc. Nos machos, previne o câncer de próstata, de testículo. Reduz os hormônios masculinos, tornando-os menos briguentos por território e disputa pelas fêmeas. Ajuda a reduzir fugas, além de deixar a urina com menos cheiro.

Ou seja, a castração é só benéfica na vida deles. Animais castrados são mais saudáveis e conseguem atingir uma vida de qualidade mais longa. 

A Dra. Katia Chubaci realiza castrações em animais domésticos desde 1997. Nesses anos foram contabilizadas mais de 50.000 cirurgias de castração realizadas. Hoje ela é referência no assunto, em todo território nacional. Castra filhotes a partir de 2 meses de idade, usando a técnica do gancho (corte minimamente invasivo) e é especialista em cirurgias de CED (captura, esterilização e devolução de gatos ferais).

A castração é de extrema importância e deve estar ao alcance de todos. Seja por políticas públicas ou por veterinários parceiros da causa animal.  

Cães macho e fêmea após a castração

Gata feral adulta, castrada e marcada com o "pique na orelha" (marcação mundial para gatos castrados). Obs: Essa marca KURADERM, usada nas castrações, é o único spray de prata não nocivos aos gatos.